Secretaria de Saúde entregou os primeiros cheques gestantes do programa do Governo do Estado em Igarapé Grande

Secretaria de Saúde entregou os primeiros cheques gestantes do programa do Governo do Estado em Igarapé Grande

A Secretaria Municipal de Saúde entregou os primeiros cheques do novo programa do governo estadual “Cheque Cesta Básica – Gestantes”, para as mulheres de Igarapé Grande cadastrada no programa, que visa combater a desigualdade social e mortalidade infantil, no intuito de incentivar a procura por assistência pré-natal por gestantes de baixa renda.

Das 39 gestantes cadastradas quatro já receberam o cheque ou benefício das mãos do secretário de administração Wabster Krause, juntamente com a secretária de Saúde Raquel Evangelista, ainda nos primeiros dias (5) de agosto. Cujo objetivo do programa é que as gestantes façam corretamente o seu pré-natal, no intuito de evitar as mortes materno-infantil e materna.

O Cheque Cesta Básica Gestante será pago em nove parcelas de R$ 100 para cada grávida que aderir ao programa. As seis primeiras parcelas serão pagas durante a gestação, enquanto uma ou as duas últimas serão nos primeiros meses de vida do bebê.

Como funciona o programa

Para fazer parte do programa a gestante deve procurar a rede pública de saúde até a 12ª semana de gestação, estar cadastrada no município onde mora, possuir renda mensal familiar menos de um salário mínimo e estar cadastrada no CadÚnico. O cadastro será realizado pelo Município na primeira consulta pré-natal, através de sistema de informação específico.

O recebimento das parcelas é de acordo com o acompanhamento do pré-natal, puerpério e puericultura, conforme as condições. Obrigatoriamente, uma consulta de pré-natal deve ser realizada no primeiro trimestre e até a 12ª semana da gestação, cinco consultas de pré-natal, sendo duas no segundo e três no terceiro trimestre da gestação, duas consultas de puerpério e puericultura, sendo a primeira até sete dias e a segunda de 30 a 42 dias após o nascimento.

Outros critérios obrigatórios para receber as parcelas são a realização de exames laboratoriais, conforme calendário de pré-natal e o cumprimento do esquema vacinal completo e atualizado da gestante comprovado pela caderneta de vacina. A estratificação de risco gestacional, a ser realizada na primeira consulta e nas subsequentes, obedecendo ao cumprimento do esquema vacinal completo e atualizado da criança comprovado pela caderneta de saúde da criança.

A validade do benefício encerra-se após 60 dias da disponibilização do crédito no cartão da beneficiária. Após esse período, o valor será restituído à conta específica do programa, podendo o Governo do Estado, realocá-lo.

A gestante deve comprovar nas consultas de puericultura seu ingresso nos programas de planejamento reprodutivo ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), caso isso não ocorra à mulher ficará impedida de acessar novamente o programa.

ASCOM – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Igarapé Grande (MA).

 

Prefeitura

Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support