Secretaria de Saúde promoverá capacitação aos profissionais de saúde sobre sarampo em Igarapé Grande

Secretaria de Saúde promoverá capacitação aos profissionais de saúde sobre sarampo em Igarapé Grande

Todos os profissionais da área de saúde de Igarapé Grande participarão, no próximo dia 20 de agosto do ano em curso, da capacitação sobre a prevenção do sarampo, treinamento promovido pela Secretaria Municipal de Saúde, a partir das 08h, no Salão Paroquial da Igreja Maria Imaculada Conceição, Centro, em Igarapé Grande (MA).

O objetivo do treinamento é capacitar e atualizar o quadro das equipes de saúde para nortear as qualidades de ações e de planejamento. Outro, é que os profissionais aprendem a fazer um acolhimento humanizado, um excelente atendimento ao paciente, bem como aumentar o vínculo e a confiança do paciente.

Durante a capacitação enfermeiros e técnicos de enfermagem que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e profissionais da área, devem discutir os sintomas e notificações, além da orientação quanto à caderneta de vacinação. Também, que os profissionais sejam multiplicadores com informações de sinais, sintomas e ações de bloqueio contra o sarampo, momento que a doença pode está em evidência.

Sarampo: sintomas, transmissão e prevenção

Sarampo é uma doença altamente contagiosa causada pelo vírus do sarampo (Measles morbillivirus).

Sintomas

Os sintomas iniciais são: febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal estar intenso, manchas avermelhadas no rosto, com duração mínima de três dias. Lesões dolorosas na boca. A doença pode ser grave, com acometimento do sistema nervoso central e pode complicar com infecções secundárias como pneumonia, podendo levar à morte. As complicações atingem mais gravemente os desnutridos, os recém-nascidos, as gestantes e as pessoas portadoras de imunodeficiências.

Transmissão

A transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração, por isso a facilidade de contágio da doença. Além de secreções respiratórias ou da boca, também é possível se contaminar através da dispersão de gotículas com partículas virais no ar, que podem perdurar por tempo relativamente longo no ambiente, especialmente em locais fechados como escolas e clínicas.

A doença é transmitida na fase em que a pessoa apresenta febre alta, mal-estar, coriza, irritação ocular, tosse e falta de apetite e dura até quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas.

Prevenção

A única forma de prevenção é a vacinação. Apenas os lactentes cujas mães já tiveram sarampo ou foram vacinadas possuem, temporariamente, anticorpos transmitidos pela placenta, que conferem imunidade geralmente ao longo do primeiro ano de vida (o que pode interferir na resposta à vacinação).

As crianças devem tomar duas doses da vacina combinada contra rubéola, sarampo e caxumba (tríplice viral): a primeira, com um ano de idade; a segunda dose, entre quatro e seis anos. Os adolescentes, adultos (homens e mulheres) e, principalmente, no contexto atual do risco de importação de casos, os pertencentes ao grupo de risco, também devem tomar a vacina tríplice viral ou dupla viral (contra sarampo e rubéola).

A capacitação dos profissionais de saúde tem o apoio da Prefeitura Municipal de Igarapé Grande, na pessoa do prefeito Erlanio Xavier (PDT).

ASCOM – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Igarapé Grande (MA).

Prefeitura

Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support